3.-EXISTE CONTROLE PREVENTIVO NOS PRAZOS DE PRODUTOS COLOCADOS À VENDA.

O prazo de validade colocado na embalagem dos produtos não é apenas uma exigência legal. Muitas vezes é uma garantia que o cliente realmente irá consumir um produto saudável que não irá lhe fazer mal. Não respeitar o prazo de validade pode colocar a vida das pessoas em risco, com todas as consequencias que isto irá acarretar para a loja e para o profissional envolvido. Devemos ter um cuidado muito grande com a validade dos produtos, não apenas para escapar de penalidades dos agentes da fiscalização, mas também por respeito ao cliente e à comunidade. É um direito do consumidor ter à sua disposição produtos saudáveis e nossa obrigação zelar para que isto aconteça. Mas se não houver procedimentos práticos que previnam a ocorrência de falhas nesta operação, podemos nos deparar com a desagradável situação de ser abordados por clientes que nos trazem produtos com data vencida, reclamando da falta de atenção da loja. E com toda a razão.

Assim, para evitar-se problemas nesta área é recomendável conscientizar todos os funcionários da loja para o problema, orientá-los sobre os locais onde os fabricantes colocam tal informação, ensiná-los a interpretá-las corretamente e, principamente, criar um método de trabalho preventivo, onde diariamente um responsável por cada seção irá "caçar" produtos que estejam por vencer sua validade. Produtos com pouco tempo de validade restante devem ser alvo de ações especiais, seja colocando-os em pontos especiais para forçar sua venda, seja aproveitando-os no preparo de produtos da loja, desde que estes sejam comercializados dentro do prazo anterior. Na recepção de produtos entregues pelos fornecedores já deve haver uma norma que estabeleça um limite de tempo para o recebimento de mercadorias. Por exemplo, produtos que já tenham mais de 50 % do prazo de validade decorrido por ocasião do recebimento, poderão não sair dentro do prazo restante. Assim, para cada categoria de produtos a loja deve fixar regras já na recepção, para evitar que o problema chegue à área de vendas

Próxima dica ...............................................................................................................................................