2.-TERMINAIS, IMPRESSORAS E MICROS ESTÃO LIMPOS E CON- SERVADOS

Dentre os diversos equipamentos à nossa disposição, os periféricos de informática são, indiscutìvelmente, alguns dos mais caros, demandando cuidados especiais.

Mesmo que pareça estranho, eles se conservam mais se não forem ligados e desligados a todo instante, pois isto aumenta o desgaste de seus microcircuitos. Até porque seu consumo de energia é muito baixo, assim como sua dissipação de calor para o ambiente.

São equipamentos que detestam umidade e poeira, ou fumaça. O cigarro e cafèzinhos, portanto, são inimigos potenciais para eles. O primeiro, porque a fumaça adere à superfície de disquetes e placas. O segundo, porque, se derramado, provocará grandes estragos internos. Diferenças bruscas de tensão e voltagem também comprometem seu desempenho e conservação. Baratas e formigas, pelas substâncias (um tipo de geléia) que costumam deixar por sobre as superfícies internas e pela eventual desova entre placas, provocam problemas seríssimos, também.

Clips e outros pequenos objetos metálicos não devem ser colocados sobre este equipamentos, pois podem cair pelos "respiradouros" e provocar curto-circuitos. Encontrões e esbarrões também prejudicam sua manutenção (especialmente na cabeça do disco rígido). Pó e poeira diminuem o tempo de vida útil, sendo conveniente tapar estes equipamentos quando não estão sendo utilizados, com capas plásticas apropriadas.

Dentre estes equipamentos da área de informática, os "no-breaks" (acumuladores de energia) são fundamentais para o funcionamento de todo o sistema, merecendo, porisso mesmo, um cuidado especial. Baterias devidamente conservadas, inexistências de "pontos de fuga" da energia acumulada (como umidade, por exemplo), são alguns dos ítens que merecem atenção. Sempre lembrando que prevenir é melhor do que remediar, tais procedimentos visam reduzir problemas na utilização de equipamento que, cada vez mais, serão imprescindíveis em nossa rotina profissional.

Próxima dica ...........................................................................................................................................